sábado, 9 de abril de 2011

Eduardo Campos recebe critica de educadora sobre salário (Pior do Brasil)

Seminário reuniu mais de mil pessoas para discutir as demandas da região. Foto: Eduardo Braga/SEI
Campos garante obras para o Agreste     
Do educAÇÃO BR

A critica da educadora ao governador foi muito pertinente diante as declarações de investimento de milhões na região. Pois ela colocou o governador na parede, mostrando que é muito contraditória a gastança de milhões em vários setores, mostrando a potencia econômica que o estado apresenta ser, quando nada é declarado na educação (a não ser o vestibular de medicina em Caruaru) e os professores de Pernambuco continuam ganhando o pior salário do Brasil, abaixo do piso nacional e são os funcionários públicos com a menor remuneração da rede estadual em todos os setores.

Da Folha de Pernambuco. 08/04/2011
CARUARU - A rodada do Todos por Pernambuco em Caruaru quebrou o recorde de público dentre todos os eventos já realizados. De acordo com a organização, foram contabilizados 1.468 participantes, com 320 entidades representadas. As demandas também foram muitas, e algumas até politizaram um pouco o debate, contrariando a vontade do governador Eduardo Campos (PSB). Representantes da área de saúde, que comemoraram a assinatura da liberação de R$ 12 milhões para a compra do terreno onde será construído o novo hospital de Caruaru, afirmaram que o gestor poderia “andar de cabeça erguida pelo Estado, porque fez”. “O senhor é o futuro do Brasil. Muitos não têm a coragem de ouvir a população para saber com o que se quer gastar o dinheiro dos impostos”, declarou um representante da classe médica.
De acordo com Eduardo Campos, o Hospital Mestre Vitalino disporá de 250 leitos e 30 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI’s). O socialista lembrou que, há quatro anos, na primeira edição do Todos por Pernambuco, a saúde não era prioridade número um de Caruaru, como é hoje. “Naquela época, as prioridades maiores eram segurança e geração de empregos. Agora, construiremos o maior hospital público do Interior. Quando ele estiver funcionando, o Hospital Regional ficará dedicado à área de traumas, além de acidentes de moto“, prometeu Campos.
Também ficou prometida a construção de uma Estação de Tratamento de Água (ETA), para atender moradores da Zona Rural caruaruense. A obra está orçada em R% 5 milhões e deverá ficar pronta em um ano. O município de Bezerros também ganhará uma ETA, cujo projeto custará R$ 3.661 milhões. Outros R$ 3 milhões serão destinados à melhoria do abastecimento d’água em povoados de Tacaimbó, e mais R$ 900 mil serão liberados para ETAs em Bonito e Camocim de São Félix.
Também houve espaço para críticas. Uma educadora questionou o salário pago aos professores, abaixo do piso determinado pelo Governo Federal. “Queremos que o governo pare de nos tratar como inimigos. Nós queremos ajudar, governador. Queremos ser colaboradores, e fazer com que a gestão continue progredindo”, declarou a professora, que foi cumprimentada por Campos.
Para a área de Segurança, o governador prometeu o investimento na polícia científica, com a instalação de um Instituto de Medicina Legal (IML), um Instituto de Criminalística (IC) e um Instituto Tavares Buril (ITB), todos em Caruaru. “Outra iniciativa será na área de Educação, com a realização do vestibular de Medicina ainda este ano, pela Universidade Federal em Caruaru”, completou Campos.




 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário