terça-feira, 22 de março de 2011

Mestrado gratuito e a distancia para professores da rede pública


Da WEB
Do educAÇÃO BR
Esperamos que esses mestrados sejam de qualidade, pois existem em parte, resistência e desconfianças quanto à eficácia e qualidade na formação a distancia. Presencialmente as coisas já são difíceis, e a distancia? Mesmo assim, essa medida é necessária para a melhoria do ensino no Brasil e é de fato um investimento no profissional da educação, mas se não for bem gerida, bem fiscalizada, os próprios professores podem não levar a sério e o governo fingir que está tudo bem, como já é de costume, e isso virar apenas mais um instrumento de cunho eleitoral, uma estratégia politica para ganhar adesão e apoio dos professores brasileiros e de quebra, o governo sair de bem feitor da educação.
O melhor da noticia, é que os professores poderão somar a bolsa aos seus “parcos” salários, fator que vai fazer chover docentes atrás dessa formação, muitos deixando a questão do conhecimento em ultimo plano, só visando à grana. No entanto, como já foi dito, é uma ação necessária. Ainda é colocado que cursos presenciais podem existir, depende das instituições responsáveis. Outra coisa que devemos nos ater, é a questão da seleção, será que qualquer professor da rede pública, realmente vai ter igualdade na seleção da bolsa de mestrado? Ou veremos certa vantagem para aqueles envolvidos em panelas das secretarias de educação ou das instituições de ensino ou até mesmo de sindicatos? Ficaremos atentos.
Do MEC.

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) concederá bolsas de mestrado profissional a distância para professores da educação básica que lecionam em escolas públicas.
A medida foi anunciada ontem (21) pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, em cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília, onde a presidente da República, Dilma Rousseff, condecorou 11 educadoras com a medalha da Ordem Nacional do Mérito.

As bolsas exigem dos docentes o compromisso de continuar em exercício na rede pública por um período de cinco anos após a conclusão do mestrado. Os docentes que descumprirem este prazo terão de devolver os recursos.

De acordo com o Ministério da Educação, a inciativa integra um conjunto de ações para elevar a qualidade da educação básica, definida pelo MEC como “área excepcionalmente priorizada”, no intuito de cumprir a meta do país de atingir a nota 6 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) até 2021. 

“Queremos garantir o prosseguimento do estudo do professor, agora com mais que uma especialização – com um mestrado”, explicou Haddad. A cada mês de março, o benefício será liberado e terá vigência máxima de 24 meses e os professores poderão acumular a bolsa com seus salários.

As próprias instituições de ensino vão estabelecer seus critérios de seleção. Ainda segundo o ministério, existe também a possibilidade de concessão de bolsas para mestrados presenciais, desde que em cursos aprovados pela Capes e consideradas algumas situações de interesse específico do Estado.

9 comentários:

  1. Sou professora da rede pública e tenho um sonho de cursar mestrado. Em minha cidade não tem,mas agora lutarei para conquistar esse direito.

    ResponderExcluir
  2. Sou professora da rede pública e gostaria muito de cursar um mestrado, mas como uma professora ganha pouco e os cursos que aparecem são caríssimos, fica difícil.

    ResponderExcluir
  3. SOU ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO -registro 0137pb (supervisora da educação).Tenho dois cursos de pós -graduação: SUPERVISÃO ESCOLAR E TÉCNICAS DIDÁTICA.Quando na Universidade não pude mais cursar o MESTRADO.Sou aposentada.Continuo com este ideal.Dê-me oportunidade de realizar o crescimento dos meus conhecimentos.

    ResponderExcluir
  4. Sou professora da rede municipal, atuo com o EF ciclo I, quero muito fazer mestrado, mas o custo é alto e sempre é no período da manhã ou tarde, gostaria de receber informações sobre este nosso direito de fazer mestrado, quando poderemos obter e por qual meio, aguardo informações. Francine
    francine.menna@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. OLÁ ! SOU PROFESSORA DA REDE PÚBLICA, ATUO NO SEGUNDO GRAU COM MATEMÁTICA E NA EDUCAÇÃO INFANTIL, MAS ESTOU NO INTERIOR, FICANDO PORTANTO DIFÍCIL ME DESLOCAR PARA CURSAR MESTRADO. GOSTARIA , SE POSSÍVEL, RECEBER INFORMAÇÕES SOBRE MESTRADO ON-LINE OU DE FÉRIAS ESCOLARES. OBRIGADA.
    AVESTRUZDEMANTENA@HOTMAIL.COM

    ResponderExcluir
  6. Como posso me inscrever para omestrado citado na matéria acima?

    Att.

    Marilene Borges
    mari_folhinha17@hotmail.com

    ResponderExcluir
  7. Sou professora da rede municipal e ainda trabalho no projeto mais educação do governo federal, e meu sonho é fazer um mestrado. Porém não chego a ganhar nem 2 salários minímos. vou ficar de olho...

    ResponderExcluir
  8. Altair Rodrigues da Cruz6 de janeiro de 2013 05:46

    sou professora da rede publica faco parte do pst e gostaria de fazer um mestrado mais não tenho condição de pagar gostaria de uma ajuda do governo meu nome e Altair alta cruz@ig.com.br

    ResponderExcluir
  9. Maria Débora Pinheiro Brito,28 de janeiro 2013.
    Sou professora na rede municipal, e meu sonho é fazer mestrado, mas não tenho condições para pagar , por isso,gostaria de fazer um mestrado gratuito.

    ResponderExcluir